Capa do livro

Vozes do deserto

Ícone de premiado
Jabuti 2005 · Livro do Ano Ficção
Ícone de premiado
Jabuti 2005 · Romance
Nélida Piñon
twitter logo facebook logo linkedin logo

Sobre o livro

"Vencedor do Prêmio Jabuti nas categorias Melhor Romance e Livro do Ano em 2005, Vozes do deserto, de Nélida Piñon, ganha nova edição. Em Vozes do deserto, Nélida Piñon não só recria a história das Mil e uma noites como também realça o desempenho de uma mulher transgressora em uma sociedade patriarcal. Através de uma narrativa envolvente e irretocável, Nélida acompanha a história de Scherezade, a jovem mais brilhante da corte, que, para salvar as jovens do reino das garras do poderoso Califa, decide casar-se com ele. Filha do Vizir, que devia servidão ao poderoso monarca, ela não acredita que o poder do Califa possa determinar o fim de sua imaginação.Segundo Alfredo Bosi, que assina a orelha do livro:“Nélida vê por dentro, com empatia a um só tempo forte e delicada, a mulher de quem a fabulosa criação oriental nos dera apenas o vulto escondido entre as dobras do véu muçulmano. Agora sabemos quem é Scherezade, pois Nélida nos revelou a sua natureza profunda: é a força mágica da voz narrativa que enfrenta, a cada lance, a opressão e a morte. O sexo sem amor, obscenamente mecânico, imposto à jovem esposa (possuída e não amada), não consegue satisfazer ao Califa entediado; mais insaciável é a sede da palavra, e imperioso é o desejo de ouvir o conto inacabado.E é este desejo que salva a narradora e todas as mulheres pelas quais ela se sacrifica. Desse ritual fazem parte o soberano enredado na teia do poder: Dinazarda, imagem da solerte prudência; e a escrava Jasmine. Nélida soube extrair desta esquiva figurante a mina da fantasia popular com que se alimenta a fantasia da contadora de histórias.Sutil e firmemente, Nélida nos faz ouvir as vozes do deserto, de onde vieram e para onde vão os sonhos da narradora, enfim liberta da missão que se impusera. Quem tem ouvidos, ouça ― é a palavra que resta dizer ao leitor desta obra que reinventa o fascínio das Mil e uma noites.”Para o escritor, tradutor e jornalista português António Mega Ferreira, Vozes do deserto é “um dos mais belos romances escritos em língua portuguesa neste princípio de século”."

Páginas

400

Editora

Record

Como associado da Amazon, Livros Premiados recebe por compras qualificadas.

Outros premiados na categoria Romance Literário

Outros premiados em 2005