Capa do livro

Só a Noite É que Amanhece

Sobre o livro

Considerado pela crítica um dos melhores poetas da literatura brasileira - "um lírico de primeira grandeza", diz Wilson Martins - Alphonsus de Guimaraens Filho reuniu em Só A Noite É Que Amanhece os melhores poemas de sua obra. O autor, filho do famoso poeta simbolista Alphonsus de Guimaraens, além de organizar, revisou e realizou a fixação dos textos de todos os poemas aqui reunidos. Dos livros que integram esta coletânea vários se destacam, tendo recebido diversos prêmios. Lume de estrelas, recebeu o Prêmio de Literatura da Fundação Graça Aranha, e o Prêmio Olavo Bilac da Academia Brasileira de Letras; O irmão, foi agraciado com o Prêmio Manuel Bandeira do Jornal de Letras do Rio de Janeiro; Absurda fábula; com o Prêmio Luísa Cláudio de Souza do Pen Clube do Brasil; Água do tempo, com o Prêmio Literário Nacional; Nó, com o Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro; e O mito e o criador, com o prêmio de poesia Cidade de Belo Horizonte da prefeitura da capital mineira. Os versos de Guimaraens Filho impressionam mesmo o mais habituado leitor do gênero e revelam que o poeta herdou o dom de seu pai. "O filho de Alphonsus de Guimaraens poderia ser outra coisa senão habitante da poesia? Das vozes mais puras que já se escutaram em verso no Brasil", disse Carlos Drummond de Andrade. "Meu caro amigo e poeta Seu livro, de tão grande pureza poética, tem sido o meu consolo, nesses dias torvos que estamos atravessando. Leio-o e é como se estivesse viajando num raio de lua. " — Cecília Meirelles "Este Lume de estrelas atesta um grande poeta, não é reflexo da poesia paterna mas estrela de luz própria. " — Manuel Bandeira "Como a ciência da hereditariedade ainda é um mistério, deixem-nos acreditar que o gênio poético do solitário de Mariana revive engrandecido neste jovem filho que ele mal viu nascer e que logo de estréia marca o nome de Alphonsus de Guimaraens com o estigma indelével da reincidência na mais autêntica vocação poética. " — Alceu Amoroso Lima "Feliz o patriarca que teve quem continuasse, com o seu nome, a sua missão de poeta!" - Augusto Frederico Schmidt "Justamente onde estão as estrelas, Alphonsus de Guimaraens há de olhar a terra com ternura. Por causa dos filhos que Deus lhe deu e que ficaram no meio dos homens. No meio dos santos, andando pelos jardins lá me cima, vai lendo e relendo o Lume de estrelas, do moço Alphonsus, como já lera e relera os contos de Galinha cega do seu João. É o pai mais feliz do céu. " — Álvaro Moreyra "Alphonsus de Guimaraens Filho é hoje um dos nossos mais altos poetas, na base de toda uma tradição de sensibilidade e linguagem. " — José Guilherme Merquior "Impressiona o leitor, mesmo o habituado a poemas de vôo real, a distância e altura a que chegam os poemas de Alphonsus de Guimaraens Filho. " - Guilhermino César

Páginas

672

Editora

Record

Como associado da Amazon, Livros Premiados recebe por compras qualificadas.

Outros premiados na categoria Poesia

Outros premiados em 2004