Capa do livro

Num estado livre

Ícone de premiado
Booker Prize 1971 · Romance Literário
Naipaul
twitter logo facebook logo linkedin logo

Sobre o livro

Nesta reunião de cinco narrativas independentes, o escritor de origem indiana V. S. Naipaul cria um elenco de expatriados, fugitivos, imigrantes e nativos que anseiam pela independência política e pessoal, mas que submergem ante a constatação inevitável de que a liberdade não passa de uma miragem arruinada pela crueldade, pelo racismo e pela sede de poder que despreza fronteiras e diferenças culturais. Na primeira novela, um criado indiano acompanha o patrão a Washington e lá se torna um cidadão americano, porém sente que deixou de fazer parte do fluxo geral das coisas. Já em “Diga quem tenho que matar”, um asiático atormentado que vive em Londres e está preso por homicídio nunca consegue entender onde de fato está. A novela que dá título ao livro toma um rumo diferente. A história se passa na África, num lugar como Uganda ou Ruanda, e seus dois protagonistas são ingleses. No passado, eles encontraram a libertação no continente, mas agora ele irá se revelar amargo para eles. A terra não é mais segura e, numa época de conflitos tribais, os dois têm de fazer uma longa viagem de carro rumo à segurança de seu condomínio fechado. No final dessa viagem, saberemos tudo acerca dos personagens ingleses, do país africano e do surgimento da figura de um ditador semelhante a Idi Amin. Dois textos breves servem ainda de introdução e epílogo às três novelas centrais. Vencedor do Booker Prize de 1971 e um dos maiores livros de Naipaul, Num Estado livre apresenta uma narrativa tensa e esplendidamente construída, que não abre mão de uma linguagem precisa e impregnada de violência e de raiva.

Páginas

312

Editora

Companhia das Letras

Como associado da Amazon, Livros Premiados recebe por compras qualificadas.

Outros premiados na categoria Romance Literário

Outros premiados em 1971