Capa do livro

Livro dos Naufrágios: Ensaio Sobre a História Trágico-Marítima

Ícone de premiado
Biblioteca Nacional 2006 · Ensaio Social - Prêmio Sérgio Buarque De Holanda
Angélica Madeira
twitter logo facebook logo linkedin logo

Sobre o livro

Este é um ensaio sobre a História trágico-marítima, coletânea de relatos de naufrágios portugueses redigidos nos séculos XVI e XVII, compilados e publicados por Bernardo Gomes de Brito em 1735 e 1736. Trata-se de um trabalho multidisciplinar e, por isso mesmo, de difícil classificação acadêmica, pois as diversas narrativas são examinadas ora pela ótica da sociologia histórica, ora à luz da teoria literária, ou ainda numa perspectiva, por assim dizer, etnográfica. O resultado é uma interpretação inovadora que integra e transcende os enfoques parciais. [...] Tudo isso é escrito com rigor mas sem pedantismo, com grande vivacidade, como se o relato da narradora fosse mais um dentre os relatos que ela comenta, como se ela quisesse nos comunicar o prazer que sentiu lendo todas essas narrativas escritas por homens do mar, padres e leigos. O que emerge é um pequeno mundo flutuante, um mundo mônada, miniatura do mundo tal como ele existe em terra firme, com escravos e homens livres, com fidalgos e plebeus, marinheiros que gemem no convés, doentes, ou os que cantam, ao cair do sol, com capelães que orquestram novenas a Nossa Senhora, damas da corte, aias, crianças. Nesse mundo, as hierarquias sociais se preservam até o momento da catástrofe, durante o deslastre, em que são lançados ao mar, primeiramente, os bens de propriedade dos marujos e só depois os dos oficiais, dos nobres, do clero e da Coroa, nesta ordem. Há cenas, no momento de deixar o navio, como a que o capitão empunha sua espada para garantir que as pessoas de posição mais elevada possam embarcar antes dos marinheiros e dos criados nos batéis salva-vidas. Outras cenas mostram os passageiros rezando, no momento da morte, e amas usando crianças como reféns para não serem abandonadas no galeão que afunda. Eis aí o livro, em traços muito gerais. Se acrescentarmos a tudo isso que o trabalho é de uma grande beleza literária, não resta dúvida de que o livro de Angélica Madeira merece atenção.

Páginas

404

Como associado da Amazon, Livros Premiados recebe por compras qualificadas.

Outros premiados em 2006