Capa do livro

Lar,

Ícone de premiado
Oceanos 2010 · 3º lugar
Armando Freitas Filho
twitter logo facebook logo linkedin logo

Sobre o livro

Lar, não é um livro de memórias, mas pode ser um livro sobre a memória. A continuidade, por isso mesmo, não é linear. O autor sentiu esses sobressaltos e não procurou corrigi-los, pois como bem anota Vagner Camilo na sua apresentação, "a autobiografia poética não se restringe [...] nem parece obedecer a uma cronologia estrita. E aqui temos que considerar o próprio desajuste do gênero lírico para lidar com a pretensa tarefa autobiográfica de recompor a gênese do indivíduo, mais adequada ao fio contínuo da prosa". O Lar do título com a vírgula sem o seu aposto - uma vírgula em suspenso, ou em suspense -, dá, logo de entrada, visualmente, uma dica do que se vai encontrar de semelhante nos poemas, no fluxo interno e externo deles. Lar, é composto de três partes: "Primeira série" agrupa as sensações e situações pretéritas do autor; "Formação" reúne de forma mais explícita os resultados, as variações e as vivências dessas mesmas sensações e situações, e "Numeral" continua a enumeração que começou no livro Numeral/Nominal, que abre Máquina de escrever - poesia reunida e revista, de 2003. Essa série, que consiste de poemas numerados e datados pelo autor, não tem fim ou acabamento: poderá ser sustada pelo autor ou pelo leitor - por quem piscar primeiro.

Páginas

136

Editora

Companhia das Letras

Como associado da Amazon, Livros Premiados recebe por compras qualificadas.

Outros premiados na categoria Biografia

Outros premiados na categoria Ensaio

Outros premiados em 2010